INTRODUÇÃO BIBLIOGRAFIA AGRADECIMENTOS
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 
 

INFORMAÇÕES:

MORCEGO-DE-ORELHAS-DE-RATO
Myotis sp.

Classe: Mammalia
Ordem: Chiroptera
Família: Vespertilionidae


Morcegos abrigados numa casa abandonada. Durante o dia os morcegos dormem. 

Foto: Germano Woehl Jr.
Local da foto: RPPN Corredeiras do rio Itajaí - Itaiópolis - Santa Catarina
Data: 29/10/2004


AMEAÇAS
Os morcegos são os únicos mamíferos que voam devido a membrana que une 4 dos 5 dedos do membro anterior, formando a asa. Pertencem a ordem Chiroptera e ocorrem em quase todo planeta, só não sendo encontrados em locais muito quentes ou muito frios como nos pólos. São em geral pequenos, na grande maioria não excedendo 100g de peso. 

DESCRIÇÃO
Os morcegos são os únicos mamíferos que voam devido a membrana que une 4 dos 5 dedos do membro anterior, formando a asa. Esta classe é subdividida em 19 ordens, entre as quais encontramos a dos Chiroptera, onde estão agrupados os morcegos. 

Ocorrem em quase todo planeta, só não sendo encontrados em locais muito quentes ou muito frios como nos pólos. São em geral pequenos, na grande maioria não excedendo 100g de peso.

ALIMENTAÇÃO
Esses animais tem dieta bastante variada. Podem ser frugívoros, alimentando-se, por exemplo, do fruto do olandi (Callophilum brasiliensis), da figueira, do coqueiro-jerivá, entre outros. Também existem espécies carnívoras, que comem ratos, sapos, pererecas e rãs (capturados quando os machos coaxam na beira da lagoa). Há ainda os insetívoros (comem lagartas, baratas,etc), fitofágos (brotos e folhas) e polinívoros (pólen e néctar das flores, como do embiruçu, por exemplo). Assim, quase sempre são grandes aliados dos humanos, pois controlam a população de insetos e ratos por exemplo. Quando ocorre revoada de formigas, ao escurecer, os morcegos as capturam no ar. 

Ao contrário do que se pensa, das quase 1.000 espécies de morcegos, apenas três se alimentam de sangue (hematófagos). Há desde morcegos altamente especializados em um tipo de alimento, até aqueles que comem um pouco de cada coisa.

REPRODUÇÃO
Os morcegos apresentam uma gestação de 2 a 7 meses, dependendo da espécie. Os insetívoros têm um período de gestação de 2 a 3 meses, enquanto que os fitófagos (frugívoros e polinívoros), em torno de 3 a 5 meses. O mais longo período de gestação pertence aos morcegos hematófagos, tendo uma gestação em torno de sete meses. Os filhotes (geralmente um por gestação) nascem sem pêlos ou com uma pelagem tênue. 

OBSERVAÇÕES
No Brasil temos morcegos de norte a sul e a quantidade de espécies varia de região para região. Em Santa Catarina são conhecidas 46 espécies. Habitam cavernas, grutas, copas e folhagens de árvores (como as bromélias, por exemplo) e arbustos. Apresentam hábitos crepusculares e noturnos e parte significativa das espécies orienta-se pela eco-localização, isto é, emitindo sons de alta freqüência, inaudíveis ao homem, que ao esbarrar em algum objeto, retornam sob a forma de eco. 

A organização social dos morcegos em muitas espécies baseia-se na presença de um macho dominante em relação a um grupo de fêmeas. A longevidade destes animais pode chegar a 20 anos no caso dos morcegos hematófagos e 30 anos para os morcegos insetívoros.

 

 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • brazil_foundation
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate