CARACTERÍSTICAS DOS ANFÍBIOS PERERECAS RÃS SAPOS
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 

AUDIO:

  1. Ouvir
  2. Ouvir
  3. Ouvir
  4. Ouvir
 

INFORMAÇÕES:

RÃ-BUGIO
Physalaemus lateristriga

(Physalaemus olfersii)

Classe: Amphibia
Subclasse: Lissamphibia
Ordem: Anura
Subordem: Neobatrachia
Superfamília: Hyloidea
Família: Leptodactylidae

O nome popular “rã-bugio” foi dado pelos colonizadores da localidade de Brüderthal, em Guaramirim (SC), por causa do coaxar que lembra o som produzido pelo bugio (macho), espécie de macaco da Mata Atlântica.

Foto: Germano Woehl Junior
Local: RPPN Santuário Rã-bugio - Guaramirim - Santa Catarina
Data: Março/1998


Ameaças
O desmatamento de áreas preservadas de Mata Atlântica e as alterações climáticas, que provocam secas prolongadas, são as principais ameaças que a rã-bugio enfrenta. Se as lagoas temporárias secarem num período muito curto, pode não haver tempo suficiente para os girinos completarem o desenvolvimento e, consequentemente, as ninhadas são perdidas.

Características
Mede 35 mm (macho, tamanho do corpo)

Hábitos
Tem atividade tanto diurna como noturna. É terrestre (não possui os discos aderentes nas pontas dos dedos para subir em árvores). O coaxar é parecido com vocalização do bugio (espécie de macaco), por essa razão é popularmente conhecida como rã-bugio. Como ocorre com outras espécies, ela é um item muito importante na alimentação da fauna da Mata Atlântica. Só ocorre em áreas de floresta densa e bem preservadas.

Estratégia de reprodução
Os ovos são depositados em espuma aderida à vegetação nas bordas das lagoas temporárias, no interior da floresta; os girinos se desenvolvem num período muito curto, inferior a 30 dias.

Distribuição geográfica
Mata Atlântica (região litorânea) de Santa Catarina, Paraná e São Paulo

Vídeos









 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate