INTRODUÇÃO
 
 
 

VER GALERIA DE FOTOS

 
 

INFORMAÇÕES:

ARAÇARI-BANANA
(conhecido também como TUCANINHO)
Pteroglossus bailloni (Vieillot, 1819)

Classe: Aves
Ordem: Piciformes
Família: Ramphastidae
 
Nome em Inglês: Saffron Toucanet

Foto: Germano Woehl Junior
Local: Entorno da RPPN Corredeiras do Rio Itajaí, em Itaiópolis, Santa Catarina
Data: 30/09/2009

Filmado por Germano Woehl Jr. 
Local: RPPN Corredeiras do Rio Itajaí - Itaiópolis - Santa Catarina
Data: 22/01/2009

OCORRÊNCIA:
Espécie do Sudeste e Sul do Brasil, inconfundível pelo colorido amarelo. Em Santa Catarina, ocorre na região da Serra do Mar e no Alto Vale do Itajaí, como nos remanescentes de Mata Atlântica das cabeceiras do rio Itajaí, em Itaiópolis (veja os vídeos abaixo, que foram feitos nesta região). Nesta região, é conhecido como TUCANINHO.

DESCRIÇÃO:
De tamanho mediano com cerca de 36 cm de comprimento total. O bico enorme é de cor oliva, com vermelho até a base. As partes superiores também são de cor oliva escuro, mais brilhante e amarelado na frente, e o uropígio é de cor vermelha intensa; as partes inferiores apresentam uma cor amarelo-açafrão. As fêmeas e os machos são parecidos, exceto pelo comprimento do bico, que na fêmea é quase um terço menor do que no macho. O enorme bico do Araçaí surpreende por sua combinação de robustez e ligeireza. Consegue isso graças a uma série de lâminas ósseas que se convertem em um sólido apoio para a parte córnea do bico, de resto oco no seu interior.

ALIMENTAÇÃO:
Alimenta-se de frutinhas do palmito, insetos e até ovos de filhotes de outras aves. 

HABITAT & COMPORTAMENTO:
Habita nestas regiões zonas de selva úmida, ocupando principalmente camadas médias e altas da vegetação É visto normalmente em bandos de seis a sete indivíduos. É uma ave social e bastante gregária, que se move através da selva em busca de alimento. São muito inquietos, movimentam-se pulando. Evitam sobrevoar rios, lagoas mais extensas, possuem um voar rápido e veloz a curtas distâncias. Ao dormir, eles elevam a cauda, com ela cobrindo a cabeça. A ereção da cauda é automática, quando se tornam sonolenotos a sua musculatura relaxa.

REPRODUÇÃO:
Esta ave põe de dois a quatro ovos pequenos. Quando tem ovos ou filhotes são super cautelosos, o que dificulta a descoberta do ninho.

Fonte:
www.animalnet.com.br/mat_detail.asp?ConteudoID=216

VÍDEOS:




 
  • fepema
  • weg
  • frbl
  • johnsonejohnson
  • bvs&a
  • governo_sc
  • avina
  • instituto_hsbc
  • portal_social
  • celesc
  • prefeitura_jaragua
  • fujama
  • Doacao Donate